Nem “reprovados”, nem “dívidas”

Nem “reprovados”, nem “dívidas”

Ginés foi professor durante 34 anos. Arturo, empregado bancário cerca de 15 anos. No domingo os dois serão sacerdotes. A partir de agora, as palavras “reprovação” e “dívida” desaparecem de seu vocabulário profissional. “Cristo”, “Igreja”, “misericórdia”, “verdade”, “perdão”, “esperança” e “alegria” serão a partir daí os “trending topics” do seu serviço pastoral.

Kimlea, uma esperança para a mulher do meio rural no Quénia

Kimlea, uma esperança para a mulher do meio rural no Quénia

Nganga tem três anos e está subnutrido. Pedimos a uma doadora italiana que se encarregasse dos seus gastos de alimentação, incluindo dois copos de leite diários...