Lançamento da edição portuguesa de Montse Grases – Biografia breve

No dia 21 de outubro teve lugar o lançamento deste novo livro da Editora Principia, na sua chancela Lucerna. O Papa Francisco autorizou em 2016 que fosse promulgado o Decreto a declarar que Montse Grases viveu as virtudes cristãs em grau heroico.

Notícias
Opus Dei - Lançamento da edição portuguesa de Montse Grases – Biografia breve

A apresentação teve lugar no Clube Darca em Lisboa, às 18h30m, com a presença de associadas, pais e amigos. Madalena Fontoura, Henrique Leitão e Leonor Franco Frazão foram os oradores que convidaram à leitura e divulgação da vida desta rapariga catalã, que não chegou a fazer 18 anos. O sarcoma de Ewing que apressou a sua passagem pela terra foi a ocasião para que os que a rodeavam pressentissem o crescimento interior referido no capítulo VI do livro -O Grande Salto-, em que se apoiou a breve referência do Prof. Henrique Leitão, falando como pai e educador. Esse crescimento, embora preparado por uma família cristã, só se dá num encontro pessoalíssimo com Cristo, que de algum modo todos somos convidados a experimentar nas nossas circunstâncias. O papel dos pais é, nesse processo, o de ir retirando obstáculos para que o fascínio desse encontro possa trazer uma nova dimensão à vida.

Capa da edição portuguesa do livro

Madalena Fontoura iniciara a sessão, contando o que lhe aconteceu há poucos anos em Barcelona, quando uma sobrinha manifestou o desejo de ir rezar junto do local onde Montse Grases está sepultada, na cripta do Colegio Mayor Bonaigua. Desde aí, sempre se interrogou sobre o que terá levado uma rapariga mais ou menos da idade da Montse a considerar conveniente aquele desvio, fora dos roteiros turísticos da cidade. Destacou especialmente a alegria que se nota nos diferentes relatos de quem a conheceu. Autora de um livro sobre a santidade de Jacinta e Francisco Marto, estava em boa posição para explicar como e porquê a Igreja nos apresenta testemunhos de santidade em circunstâncias comuns com que nos pedimos identificar. Detalhou as etapas de uma canonização, salientando o que ficamos a ganhar com esses sucessivos convites da Igreja a reparar nessas vidas tão próximas de nós e a tomá-los como intercessores.

Leonor Franco Frazão, estudante universitária, da faixa etária da biografada, destacou o seu caráter extrovertido, a facilidade para fazer amigos, e o próprio modo de aproveitar os defeitos naturais – o próprio pai de Montse Grases refere o seu “mau génio” – para ter mais responsabilidade na sua luta interior, sem aceitá-los como desculpa. Referiu também a sua fortaleza e tentativa de não chamar a atenção sobre si mesma, manifestada por uma das enfermeiras que a atendiam, que não conseguia saber se tinha dores, pois encontrava sempre maneira de desviar a conversa para outro assunto do interesse de quem cuidava dela.

Henrique Mota, o editor, abriu e encerrou a sessão, confessando o seu gosto por dar a conhecer esta vida e chamando a atenção para a possibilidade de consultar online fotografias legendadas de Montse Grases com a família e amigos, a partir do código contido no marcador inserido no livro.

**

Mais informações sobre o livro disponíveis no site da editora - aqui